Cheiro de tinta

Quando caiu no chão, caiu de pé. A queda foi rápida e indolor, e ainda levantou aquela poeirinha típica de filmes de comédia pastelão. Achou que continuaria a conversa que estava tendo no sonho anterior mas a mudança de cenário não trouxe os personagens do outro roteiro. Só que não sabia disso, e, como acontece nos bons sonhos aleatórios, não achou estranho estar num lugar completamente diferente. Lógica não é algo tangível nessas horas.

E agora estava numa sala fechada, mas barulhenta. Tentou achar a porta, mas percebeu que não havia porta. Nem janelas. Nas quatro paredes que o cercavam, havia apenas o cheiro de tinta cinza recém aplicada, que poderia até ser de outra cor, já que estava somente mal iluminada pela luz fraca da lâmpada velha que pendia do meio do teto, e que nem a uma lamparina de querosene equivalia. Tentava achar a fonte do barulho que ouvia, mas não via nada. Mas sonhos brincam mesmo com os sentidos, sabia, e decidiu ignorar mais esse detalhe.

E assim como acontecia nos outros sonhos, em que de repente sabia há tempos exatamente a técnica que tinha que usar para alçar vôo, por exemplo, sem ter que pesar a razoabilidade disso, neste sonho sabia exatamente como proceder, instintivamente, com relação à paredes acusticamente isoladas que retinham o som ali dentro, e então dirigiu-se até uma delas, não sabendo se estava indo em direção a Meca ou à Mooca, mas mesmo assim com uma confiança natural.

Tocou a primeira parede e sentiu que estava quente. Resposta errada, logo percebeu.

Dirigiu-se à próxima parede, à direita de quem vai. Tocou-a e sentiu pena. Resposta ambígua, logo viu.

Dirigiu-se à terceira, e tocou-a, também. A sala, neste momento, se iluminou, como ele de repente já sabia há muito tempo que aconteceria, e uma porta se abriu no teto. Restava agora escalar até conseguir sair por ela, provavelmente dando num novo fragmento de sonho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s