Bem-vindo a BH

Belo Horizonte já me recebeu de várias formas diferentes. Na primeira vez que cheguei aqui, a recepção foi com um susto, uma certeza e um riso. Sentado na rodoviária esperando que nos buscassem, presenciei um guarda prendendo um meliante. Cen…

Belo Horizonte já me recebeu de várias formas diferentes. Na primeira vez que cheguei aqui, a recepção foi com um susto, uma certeza e um riso. Sentado na rodoviária esperando que nos buscassem, presenciei um guarda prendendo um meliante. Cena tensa, observada com olhos arregalados por todos os presentes. Enquanto arrastava o sujeito pelo lugar, o guarda gritava:

– Cala a boca, sô!

Pude então ter certeza de estar na “Capitar”. E como ri do nosso sotaque!

Já chegamos aqui e encontramos conhecidos de passagem pela estação, e dessa vez a recepção foi de visita pra visita. Quase uma conversa de espera em consultório.

– Que coincidência!

– É mesmo!

Mas hoje a recepção foi de um jeito mais inesperado, inusitado, surpreendente.  Depois de seis horas exatas de viagem, cravadas no relógio, desembarquei e parti em direção à estação de metrô, antes ainda de amanhecer. Cara fechada, tentando mostrar segurança, passo constante pra não dar abertura pra nenhum possível meliante. Não queria ter que mandar ninguém “calar a boca, sô”. Parado na plataforma, lá fiquei esperando o trem chegar.

Uma senhora, com os seus 70 anos, desceu a escada rolante, parou a uns dois metros de mim, colocou sua bolsa no chão e se pôs a aguardar também. Eu olhava na direção dela, porque era a mesma direção de onde o trem viria. Foi então que ela olhou pra mim e começou a recepção inusitada:

– Já ia me esquecendo: bom dia!

– Bom dia! – respondi.

E sorrindo, como se me conhecesse:

– Um dia eu li num cartaz, sabe, numa reunião, que não custa nada dar um bom dia. Aí eu dou sempre bom dia. Se a pessoa num responder é porque num quer um bom dia, mas aí é problema dela, né? Desde que eu li isso, eu gravei na minha cabeça. Hoje eu dou bom dia pra todo mundo.

– Tá certo! – arrematei.

E foi assim.