De repente

De repente (eu sei, leitor… começar com um “de repente” é dureza, mas eu quero que você entenda quão de repente aconteceu) ela entrou correndo no salão e, esbaforida como não podia estar, berrou:- Água!!!Os olhares todos se voltaram. A m…

Anúncios

De repente (eu sei, leitor… começar com um “de repente” é dureza, mas eu quero que você entenda quão de repente aconteceu) ela entrou correndo no salão e, esbaforida como não podia estar, berrou:
– Água!!!
Os olhares todos se voltaram. A música parou. Um corredor humano se abriu, revelando, na extremidade oposta à dela, o rosto perplexo do governador.
– Como assim, mulher? – gritou ele (era um salão descomunal).
– Muita!!! – disse ela, tremendo ainda mais agora – Onda!!!
O burburinho com muitos “Ela surtou!” e “Dessa que ela bebeu eu não achei ainda nessa festa” começou a aumentar tanto, que logo não mais se pode ouvir as palavras. Na verdade as próprias palavras tinham parado e agora os olhares perplexos eram unânimes. Depois disso, só um grito:
– TSUNAAAA…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s